Postado em 8 de outubro de 2020

Caroço ou bolinhas estranhas na pele do seu pet? Saiba o que pode ser!

Caroço ou bolinhas estranhas na pele do seu pet? Saiba o que pode ser!

E aí, achou algo de estranho?

Cães são os que apresentam estas formações cutâneas e subcutâneas mais comumente, e em geral elas aparecem em animais mais velhos e podem ser:

Verrugas: ficam na parte de cima da pele e tem aspecto rugoso. Geralmente são benignas, mas às vezes sangram muito e podem ser facilmente removidas.

Lipomas: são bolinhas ou mesmo “bolonas” macias que ficam no subcutâneo e nada são mais que bolas de gordura. O veterinário fará uma citologia e quando ganham proporções maiores são retirados através de pequenas cirurgias.

Cisto sebáceo: estas formações geralmente são só percebidas quando já tem um bom tamanho (igual a uma azeitona e pode ficar do tamanho de uma ameixa). É uma formação benigna, mas pode se romper liberando o conteúdo (sebo) e infecionar. O exame utilizado nesse caso é a citologia e poderá ser retirado através de pequenas cirurgias.

Tumor de mama: estes tumores só aparecem em cadelas e gatas que não são castradas ou que foram castradas tardiamente. A castração aqui é sempre a melhor solução para o problema do seu pet.

Mastocitoma: aparece como forma de um botão pequeno e cresce rapidamente. As áreas mais perigosas são: na parte posterior ou extremidades (patas e virilha), membros traseiros (pernas), testículos e ao redor da vulva. Geralmente são de consistência firme e se massagearmos pode ficar edemaciado em volta da lesão. Caso note alguma formação deste tipo, que aparece de um dia para o outro, é muito importante ir ao veterinário para uma consulta e colher uma citologia (coletar um pouco de células com uma agulha e examinar no microscópio). Se o resultado for suspeita de mastocitoma, o indicado é a remoção cirúrgica o mais breve possível.

Fibrosarcoma:  estas bolinhas são bem duras, estão geralmente localizadas onde foram aplicadas as vacinas e acomete especialmente os gatos.  O diagnóstico é feito após a excisão do nódulo e completamos o tratamento com radioterapia. Acomete também cães, mas especialmente se você tem um gatinho e notar uma formação dura embaixo da pele, procure rapidamente um veterinário.

Agora que você notou que podem ser vários os tipos de motivos do surgimento das “bolinhas” na pele do seu pet, a melhor solução é fazer uma visita a um dermatologista veterinário de confiança da sua cidade. Em Goiânia, o Dermopet é o único consultório especializado no tratamento de doenças de pele de cães e gatos.

 

Dúvidas? Clique aqui. (62) 98116-8255