Home > Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

O que é sarna?


As sarnas são doenças causadas por ácaros, de ocorrência relativamente comum. O veterinário chega ao diagnóstico de sarna facilmente, através de exames de raspado cutâneo, da aparência das lesões e do histórico do animal.


Sarna pega?


Existem dois tipos principais de sarna que acometem nossos cães e gatos:


A sarna demodécica ou sarna negra -
que somente é transmissível dos pais para os filhotes, e nunca para outros animais ou para o homem. Geralmente não coça, e o tratamento muitas vezes é longo.


Sarna sarcóptica ou escabiose
– Está sim, é muito contagiosa para outros animais e para nós. Geralmente a escabiose afeta animais com poucas condições de higiene, sendo uma doença que causa bastante coceira. Para controlar esse parasita é importante que seja feita a limpeza do ambiente com desinfetantes ou água quente. É importante seguir as orientações do médico veterinário, pois assim em poucas semanas o nosso companheirinho ficará livre dessa doença.


Por que somente alguns cães desenvolvem a demodécica e outros não, visto que todos têm o ácaro em contato com a pele?


Existem três possibilidades principais de desenvolver a sarna demodécica:


1.
Por uma falha imunológica, transmitida dos pais para os filhotes. Esta causa é a mais encontrada em filhotes.


2.
Em cães adultos ou idosos debilitados por doenças sistêmicas tais como hematozoários, neoplasia, doença renal grave, leishmaniose, dentre outras.


3.
Cães imunossuprimidos devido à má nutrição, cio, parto e uso crônico e ou indevido de corticoides.


O que é micose?


A Dermatofitose, também conhecida como "tinha", é uma dermatopatia causada por fungo, de ocorrência pouco frequente. Na grande maioria das vezes, o que parece micose é outra patologia.

O diagnóstico é feito através de raspados cutâneos, lâmpada de Wood e cultura fúngica.


A criptococose é uma micose causada pelo pombo?


Não. A criptococose é uma doença causada por um fungo ambiental, que cresce bem nas fezes de aves (pombos, canários e periquitos) devido à grande quantidade de compostos nitrogenados, e pode crescer também no solo rico em matéria orgânica e oco de árvores. Ou seja, o pombo ou outras aves não transmitem o fungo eles simplesmente tem fezes ricas em nutrientes apropriados ao crescimento deste fungo.


Meu animal é alérgico a quê?


Existem três causas principais de alergia nos carnívoros domésticos: alergia a picada de pulgas e carrapatos, alergia alimentar e atopia. O veterinário, através de testes de exclusão fará a diferenciação das causas, chegando assim ao diagnóstico.


O que é atopia?


É uma predisposição genética para o desenvolvimento de alergia a alérgenos ambientais, tais como ácaros de fungos, poeira doméstica, pólen de plantas, gramíneas, dentre outros. Trata-se de uma patologia incurável, e provavelmente o animal irá necessitar de medicação de uso continuo para o controle do prurido.


Meu bichinho vai se curar da alergia?


No caso da alergia alimentar o animal ficar sem sintomas quando feito o diagnóstico e ele não mais comer os alimentos aos quais possui sensibilidade. Na alergia a ectoparasitas (pulgas e carrapatos), se o animal não for exposto aos parasitas não entrará em crise. Na atopia não podemos falar em cura, e sim controle dos sintomas, normalmente com a utilização de medicamentos.


Podemos usar corticosteróides para alergia?


Os corticoides são altamente eficientes para o controle das alergias, porém trata-se de medicação que possui elevado risco de efeitos colaterais. Quando utilizados o animal deve ser acompanhado com consultas e exames frequentes.


Como eu sei que o meu cão está com otite?


Se o seu amigo está balançando a cabeça ou coçando as orelhas com frequência, examine as orelhas com cuidado e observe se há dor quando você toca nas orelhas, se você percebe algum mau cheiro, se a resposta for sim, está na hora de fazer uma visita ao veterinário.


Como posso proteger as orelhas do meu cão para não entrar água durante os banhos?


Coloque algodão parafinado (adquiridos em farmácias de manipulação) nas orelhas, antes dos banhos.


Por que meu cão tem tantos episódios de otite?


Normalmente as otites são tratadas com medicação que elimina os agentes infecciosos

(bactérias e fungos) , porém tais agentes atuam como "complicantes" (perpetuantes) e não causadores da otite. È necessário identificar a causa primária ou predisponente da otite e eliminar ou pelo menos controlar tais causas para se eliminar ou diminuir as recidivas.


Além disso, o tratamento da otite deve ser levado a sério, não devemos interrompê-lo, pois além de não obter a cura, podemos favorecer a resistência bacteriana aos antibióticos.

Mais nesta categoria: « Banho e Tosa